segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Chez Marta entrevista: A Cozinha da Ovelha Negra





Olá! Eu sou a Teresa, mas todos me conhecem por Ovelha Negra (pelo menos aqui pela blogosfera). Para mim não basta cozinhar, preciso de criar, combinar coisas simples em resultados que desafiem os sentidos - porque para mim cozinhar é ser feliz, e tento demonstrá-lo em cada prato que faço.
Se uns dias gosto de inovar e trazer para a cozinha apenas os vegetais em todas as formas possíveis, noutros opto por alternativas saudáveis aos ingredientes normais e crio receitas alternativas. Mas a minha verdadeira paixão na cozinha é a pastelaria - tudo quanto sejam bolos, bolachas, tartes e afins fazem de mim uma rapariga verdadeiramente feliz.
De resto, adoro fotografar e escrever, e consigo aliar estas três paixões aqui no blog. 

Além disso  respiro música, e é sempre com ela que cozinho e crio as minha receitas.

Desde quando a paixão pela culinária?
Lembro-me de detestar ir para a cozinha, porque a minha mãe só me permitia fazer o básico (leia-se, descascar legumes para a sopa, com uma faca romba). Mas ai por volta dos meus 14 anos, quando tive necessidade de cozinhar para mim quando vinha da escola, comecei a ver que na cozinha se faziam coisas bem mais interessantes. Comecei a pesquisar, a lançar mão dos livros que tinha em casa e o resto, como se diz, “é história”. Já lá vão 9 anos de paixão!

Blogs favoritos
Apesar de ter um blog, sou mesmo uma naba no que toca a seguir blogs – isto deve-se ao facto de não ter uma relação próxima com computadores e internet na generalidade. Mas apesar disso, os blogs que me inspiram são aqueles com fotografias que nos prendem o olhar e nos fazem querer ver mais e mais além – como o Ananás e Hortelã ou Compassionate Cuisine.
Gosto também de blogs que conseguem escrever com sentido de humor, sem se levar demasiado a sério, em que conseguimos conhecer a pessoa por detrás do teclado – como o Limited Edition ou o Creme de Avelãs.
E gosto ainda, e muito, do blog Coisas e Coisinhas, com o qual tenho vários projectos e uma amizade incrível e que se mantém à distância (eu e a Vânia somos um case study interessante porque nunca nos vimos, só falamos por computador, mas estamos sempre em sintonia!)
Apesar de tudo, não me levem muito em conta - não sou muito activa nos blogs: eu gosto mais de ver fotografias, e por isso sou viciada no Instagram, por onde sigo blogs culinários de todo o mundo!

Quais são as suas inspirações culinárias?
Tudo me inspira! Nunca sigo uma receita tal e qual, gosto de criar, inventar e acima de tudo dar o meu toque pessoal – inspiro-me em fotografias, nas minhas viagens, nos pratos que vou provando, em receitas perdidas, em dicas antigas que volta e meia me soam aos ouvidos.

Receita com mais sucesso no blog?/Qual é a receita de que mais se orgulha?
Pelas estatísticas, a receita mais vista de sempre é mesmo a da Pizza de Courgette – da qual me orgulho por ser tão diferente, e que muito bem me representa enquanto pessoa.
De resto, todas as minhas sobremesas – tartes, bolachas, biscoitos, cheesecakes, bolos… Quem lê a Ovelha Negra gosta muito de doces!

Prato favorito da Cozinha Portuguesa?
Hmmmm pergunta complicada!! Sou uma afortunada por viver num pais tão rico gastronomicamente e com tanta diversidade.  Adoro peixe e marisco, e por isso não resisto a um maravilhoso peixe grelhado ou uma boa feijoada de choco. Mas metade de mim é ribatejano, e não me nego a uma boa sopa da pedra! 

Prato ou Cozinha Internacional favorito/a?
Para cliché, o sushi – provei sushi pela primeira vez há 10 anos, nos Estados Unidos, num restaurante em que temos o chef a cozinhar mesmo à nossa frente. Fiquei fascinada com as  facas afiadas, a técnica, a beleza que é cozinhar coisas tão delicadas com tanta destreza.
Também não digo que não a uma boa pizza italiana, a kebab’s turcos, a pad thai… enfim, gosto muito de experimentar comida de outras paragens, escolher é mesmo muito complicado!

Ingrediente favorito?
Esta pergunta é uma verdadeira armadilha, porque daqueles ingredientes que gosto, gosto muito – mas acho que toda a gente já conhece a minha paixão exacerbada pela courgette e pela aveia.
É mais fácil então responder: quais o ingredientes que não comes por nada? Kiwi, banana, nabo, nabiças, couves de bruxelas e pêras (excepto quando as mesmas estão bêbedas).

Especiaria favorita?
Canela, sempre sempre canela!

Diga-nos, o que é que nunca cozinhou mas gostaria de cozinhar?
Acho que nunca me ocorreu! Quando me ocorre “Tenho de experimentar isto”, por norma não descanso enquanto não o faço. De momento quero muito experimentar uns pratos de salmão, de inspiração nórdica, tal como os que comi quando andei pela Finlândia.

Qual foi o maior disparate que já fez na cozinha?
Não me ocorre nenhum de maior – só esquecer-me do último tabuleiro de bolachas no forno!


Na cozinha nunca me pode faltar… uma faca afiada e uma batedeira!


Obrigada Teresa



6 comentários:

  1. Adorei responder às tuas perguntas - secretamente tenho uma diva interior que adora ser entrevistada! Muito obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AhAhAhAh!!!!! E eu adorei ler as respostas.
      Obrigada :)

      Eliminar
  2. Mais uma vez parabéns pela rubrica Marta..E quanto à Teresa, foi um prazer conhecê-la..Bjs. Doces para as duas :*

    ResponderEliminar
  3. Adorei conhecer mais um bocadinho da Teresa :D :*

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...